A fluidez das paisagens: arqueologia na confluência dos rios Parnaíba e Poti

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v36i1.1054

Palavras-chave:

Arqueologia, Confluência dos rios Parnaíba e Poti, Mapeamento Profundo, Decolonialidade

Resumo

A perspectiva adotada nesta pesquisa se baseia no desenvolvimento do mapeamento profundo para especializar eventos, com intuito de compreender a continuidade da ocupação na confluência. Os resultados aqui apresentados se referem ao levantamento e estudo de quarenta sítios arqueológicos correlacionados aos eventos de ocupação humana na confluência. Considerando os dados numa perspectiva decolonial e crítica a historiografia positivista busquei a compreensão do fluxo de ocupação humana na Confluência e suas relações com a paisagem. Os resultados foram expostos em forma de textos, planilhas, mas também explorando a abordagem do mapeamento profundo e ArcGis Story Maps (ERSI). Durante o percurso do estudo foi possível perceber como o fluxo dos rios, coisas e pessoas nos permitem compreender os processos de ocupação humana na confluência. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Gomes Samia, Universidade Federal do Piauí

Mestra em Arqueologia pela Universidade Federal do Piauí.

Ana Luisa Meneses Lage do Nascimento, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional.

Doutora em Arqueologia pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

DE MENESES, Ulpiano T.Bezerra. A identidade da arqueologia Brasileira. Estudos Avancados v. 29, n. 83, p. 19–23, 2015. Acesso em: 21 abr. 2020.

DE SOUSA SANTOS, Boaventura. Introduction. Creating a distance in relation to Western-centric Political Imagination and Critical Theory. Epistemologies of the South. Justice against Epistemicide. [S.l: s.n.], 2014.

EARLEY-SPADONI, Tiffany. Spatial History, deep mapping and digital storytelling: archaeology’s future imagined through an engagement with the Digital Humanities. Journal of Archaeological Science v. 84, p. 95–102, 1 ago. 2017. Acesso em: 15 out. 2020.

EARLEY-SPADONI, Tiffany; HARROWER, Michael James. Spatial Archaeology: Mapping the Ancient Past with the Humanities and the Southern Red Sea Archaeological Histories (SRSAH) Project View project Conservation of the Endangered World Heritage Site of Nan Madol: A Ceremonial Center of Eastern Micronesia View project. Sciences Article in International Journal of Humanities and Arts Computing, 2020. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/339611544>. Acesso em: 8 fev. 2021.

EDGEWORTH, Matt. Fluid Pasts: Archaeology of Flow. [S.l: s.n.], 2011.

EDGEWORTH, Matt. Rivers as artifact. Disponível em: <https://web.stanford.edu/dept/archaeology/cgi-bin/archaeolog/?p=191>. Acesso em: 30 jan. 2020.

HODDER, Ian. “Always momentary, fluid and flexible”: Towards a reflexive excavation methodology. Antiquity v. 71, n. 273, p. 691–700, 1997. Disponível em: /journals/antiquity/article/always-momentary-fluid-and-flexible-towards-a-reflexive-excavation-methodology/60F0A0E65882DC8DCB87A5F5C3A117DE>. Acesso em: 5 out. 2020.

HODDER, Ian. Archaeological reflexivity and the “local” voice. Anthropological Quarterly. [S.l: s.n.]. Acesso em: 5 out. 2020., dez. 2003

HODDER, Ian. Entangled: An Archaeology of the Relationships between Humans and Things - Ian Hodder - Google Livros. John Wiley & Sons ed. [S.l: s.n.], 2012. 264 p. Disponível em: <https://books.google.com.br/books/about/Entangled.html?id=1emIjhy2IL4C&redir_esc=y>. Acesso em: 26 out. 2020.

HODDER, Ian. Interpretive Archaeology and Its Role. American Antiquity v. 56, n. 1, p. 7–18, 20 jan. 1991. Disponível em: <https://www.cambridge.org/core/product/identifier/S0002731600067202/type/journal_article>. Acesso em: 5 out. 2020.

HODDER, Ian; RENFREW, Colin; OTHERS. Symbols in action: ethnoarchaeological studies of material culture. [S.l.]: Cambridge University Press, 1982.

INGOLD, Tim. Materials against materiality. Archaeological Dialogues, 2007.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos. Filosofia, 2009.85-85490-38-1.

SAMIA, Danielle Gomes. Arqueologia pedagógica. Revista Arqueologia Pública v. 16, n. 2, p. 179–195, 27 dez. 2021a. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rap/article/view/8666241>. Acesso em: 17 mar. 2022.

SAMIA, Danielle Gomes. Usuários Intuitivos: Práxis Cartográfica na Arqueologia. In: CARLOS XAVIER DE AZEVEDO NETTO; GRÉGOIRE VAN HAVRE (Orgs.). De Ingá `a Arqueologia Inclusiva: Novas Linguagens Arqueologia e Humanidades Digitais. NDIHR-UFPB ed. João Pessoa: [s.n.], 2021b. 2 v. p. 14–45. Disponível em: <https://www.sabnet.org/download/download?ID_DOWNLOAD=715>. Acesso em: 30 nov. 2021. 978-65-00-26743-3.

Downloads

Publicado

2023-01-18

Como Citar

SAMIA, Danielle Gomes; NASCIMENTO, Ana Luisa Meneses Lage do. A fluidez das paisagens: arqueologia na confluência dos rios Parnaíba e Poti. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 36, n. 1, p. 262–266, 2023. DOI: 10.24885/sab.v36i1.1054. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/1054. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Resumo de Tese e Dissertação