Reconhecendo vestígios de uma arqueologia negra coletivamente atuante no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v37i1.1199

Palavras-chave:

colonialidades na ciência, afroperspectiva, Apresentação

Resumo

Apresentação do dossiê

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lara de Paula Passos, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Antropologia, com área de concentração em Arqueologia, pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGAn-UFMG). É integrante e representante da Rede de Arqueologia Negra (NegrArqueo).

Patrícia Marinho de Carvalho, Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo

Doutora em Arqueologia pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE-USP). Pesquisadora do Laboratório de Estudos Interdisciplinares sobre Tecnologia e Território (LINTT-MAE-USP). É integrante e representante da Rede de Arqueologia Negra (NegrArqueo).

Referências

AKOTIRENE, Carla. Interseccionalidade. Pólen Produção Editorial LTDA, 2019.

BASTOS, Rossano Lopes. Direitos culturais como direitos humanos fundamentais. OOSTERBEEK, Luiz. Direito ao património para uma gestão integrada do território. Area Domeniu, v. 4, p. 23-34, 2011.

BEZERRA, Marcia. Bicho de nove cabeças: os cursos de graduação e a formação de arqueólogos no Brasil. Revista de Arqueologia, v. 21, n. 2, p. 139-154, 2008.

CAROMANO, Caroline Fernandes; GASPAR, Meliam Viganó; PEREIRA, Ester Ribeiro; LIMA, Márjorie do Nascimento; LIMA, Jaqueline Carou Felix de. Nem todas são Betty ou Anna: o lugar das arqueólogas no discurso da Arqueologia Amazônica. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 30, n. 2, p. 115–129, 2017. DOI: 10.24885/sab.v20i2.547. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/547. Acesso em: 18.Dez. 2023.

CAROMANO, Caroline Fernandes; TRINDADE, Thiago Berlanga; CASCON, Leandro Matthews. O ensino da arqueologia visto dos bancos da pós-graduação. Revista Habitus-Revista do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia, v. 12, n. 2, p. 205-220, 2014.

DA SILVA SIMONI, Rosinalda Côrrea. Ancestralidade feminina: da essência do sagrado aos movimentos feministas, mulheres negras e representatividade. Revista Fragmentos de Cultura-Revista Interdisciplinar de Ciências Humanas, v. 29, n. 2, p. 293-300, 2019.

DA SILVA, Maria do Socorro Pimentel. A pedagogia da retomada: decolonização de saberes. Articulando e Construindo Saberes, v. 2, n. 1, 2017.

DAVIS, Angela. A liberdade é uma luta constante. Boitempo Editorial, 2018.

HARTEMANN, Gabby; DE MORAES, Irislane Pereira. Contar histórias e caminhar com ancestrais: por perspectivas afrocentradas e decoloniais na arqueologia. Vestígios-Revista Latino-Americana de Arqueologia Histórica, v. 12, n. 2, p. 9-34, 2018.

hooks, bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: WMF Martins Fontes, v. 2013, 2013.

INGLEZ, M.; SANTOS, N. V. . Letramento racial e cultura inclusiva na pós-graduação: ações antirracistas no campo do concreto e do simbólico. Jornal da USP, https://jornal.usp.br/?p=56705, 26 set. 2022.

KRENAK, Ailton. Caminhos para a cultura do Bem Viver. Org. Bruno Maia, 2020. Disponível em: http://observatorioedhemfoco.com.br/observatorio/caminhos-para-a-cultura-do-bem-viver-ailton-krenak-2020/. Acesso em: 25 jan. 2022.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. Melusina, 2020.

RIBEIRO, Loredana. Crítica feminista, arqueologia e descolonialidade: sobre resistir na ciência. Revista de Arqueologia, v. 30, n. 1, p. 210-234, 2017.

RIBEIRO, Loredana et al. A saia justa da Arqueologia Brasileira: mulheres e feminismos em apuro bibliográfico. Revista Estudos Feministas, v. 25, p. 1093-1110, 2017.

SOARES, Alice de Matos. Experiências afro-diaspóricas na arqueologia: relatos, sensações e emoções em um Brasil do século XXI. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Arqueologia) - Instituto de Ciências da Sociedade, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2022.

WERNECK, Jurema. Nossos passos vêm de longe! Movimentos de mulheres negras e estratégias políticas contra o sexismo e o racismo. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), v. 1, n. 1, p. 07-17, 2010.

Downloads

Publicado

2024-01-31

Como Citar

PASSOS, Lara de Paula; CARVALHO, Patrícia Marinho de. Reconhecendo vestígios de uma arqueologia negra coletivamente atuante no Brasil. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 37, n. 1, p. 3–7, 2024. DOI: 10.24885/sab.v37i1.1199. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/1199. Acesso em: 21 fev. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)