Zoo-arqueologia

alguns resultados para a pré-história da Ilha de Santana

Autores

  • Tânia Andrade Lima UFRJ
  • Regina Coeli Pinheiro da Silva SPHAN

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v2i2.40

Palavras-chave:

Zooarqueologia, alimentação

Resumo

O presente trabalho refere-se resultados Obtidos a partir da análise dos restos alimentares recuperados no sitio arqueológico da Ilha de Santana, litoral de Macaé, Rio de Janeiro, e Suas possíveis articulações com práticas culturais do grupo que a/ viveu há 1,2601330 AP. Com um modo de vida centrado na pesca, esses indivíduos exploraram intensamente as possibilidades oferecidas pelo ecossistema insular, consumido em menor escala, além dos peixes, cracas, ouriços, moluscos, répteis, aves e vegetais a/ disponíveis, tendo inclusive confeccionado inúmeros artefatos a partir dos restos desses animais, sobretudo com conchas de moluscos e ossos de peixes e mamíferos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABBOTT, R.T. American Seashells New York Nostrand Reinhold co., 1974.

ANDRADE LIMA, T., MELLO, E.M.B., SILVA, E.C.P. Artefatos de Conchas de moluscos do sítioarqueológico da Ilha de Santana, Macaé, Rio de Janeiro. Anais do VIII? Encontro Brasileiro de Malacologia, Boletim de Zoologia da USP (no prelo).

BOFFI, AV. Moluscos brasileiros de interesse médico e econômico. São Paulo, Ed. Hucitec, 1979.

GARCIA CD.R. Levantamento ictiológico em jazi•

das pré-históricas. In Estudos de Pré-História Gera/

e Brasileira. São Paulo, Instituto de Pré-Hist6ria da

USP, 1970.

BUTZER, KW. Archaeology as human ecology. Cambridge University Press, 1982.

CARVALHO, V.A O baiacu-arara e seu consumo público no Espírito Santo. Revista do Museu Nacional, Ano II, nº 5, 1945.

CUNHA, F.L.s., COELHO, AC.A, FERREIRA, C.S. Restos de gastrópodes pulmonados terrestres e cetáceos associados num depósito holocênico na Ilha do Francês, Macaé, Rio de Janeiro. Comunicação apresentada ao VIº Encontro Brasileiro de Malacologia, Rio Grande do Sul, 1979.

FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations). Species identification sheets for fishery purposes Western Central Atlantic, Rome,1978.

FIGUEIREDO J.L. & MENEZES, N.A. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. Vol. I, São Paulo, Museu de Zoologia da USP, 1977.

FIGUEIREDO J.L. & MENEZES, N.A. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. Vol. lI, São Paulo, Museu de Zoologia da USP, 1978.

FUHRMAN, F. A Tetrodotoxin. Scientific American 217(2). 60-7

GARCIA, C.D.R. Levantamento ictiológico em jazidas pré-históricas. In Estudos de Pré-História Geral e Brasileira. São Paulo, Instituto de Pré-História da USP, 1970.

GOODWIN, D. Pigeons and doves of the world. London, Trustee of the British Mudeum (Natural History), 1977.

GREGORY, W.K. Fish skulls: a study of the evolution of natural mechanisms. Trans. Am. Phil. Soc. (new series) 23 (2):75-481.

GRZIMEK, B. (ed.) Reptiles. Grzimek's Animal Life Encyclopedia, Vol. 6. New York, Van Nostrand Reinhold Co., 1975.

GUIMARÃES, M. L Estudo comparativo molariforme, baseado nos espécimes de Agouti para (Rodentia, Caviomorpha) sub-recentes e atuais da coleção de vertebrados do Museu Nacional. (ms)

HALSTEAD, B.W. Dangerous marine animals Cambridge, Cornell Maritime Press, 1959.

MAGALHÃES, C. de O Selvagem. Coleção Reconquista do Brasil, Vol. XVI, Belo Horizonte, Itatiaia, 1975.

MENEZES, N.A e FIGUEIREDO, JL Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. Vol. IV, São Paulo, Museu de Zoologia da USP, 1980.

MOOJEN, Os roedores do Brasil. Rio de Janeiro, Instituto Nacional do Livro, 1952.

MURPHY, R.c. oceanic birds of South America. Vol. II, New York, The American Museum Of Natural History, 1936.

OLIVEIRA LP. H. Contribuição ao conhecimento dos crustáceos do Rio de Janeiro. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, 36(1).

PARMALEE, P.W. KLIPPEL, WE. Freshwater mussels as a prehistoric food resource. American Antiquity, 39 (3)): 424-434.

PILSBRY, H. A. The sessile barnacles (cirripedia) contained in the collections of the U.S. National Museun: including a monograph Of the american species. Bulletin 93, Smithsonian Institution, 1916.

RATHBUN, M.J. The cancroid crabs of America Of the families Euryalidae, Portunidae, Atelecyclidae, Candridae and Xanthidae. Washington, Bulletin 152 Smithsonian Institution, 1930.

RIOS, E. C. Brazilian Marine Mollusks Iconography. Rio Grande, Fundação Universidade do Rio Grande, 1975.

SOUZA, G.S. de Tratado deœritivo do Brasil em 1587. São Paulo, Cia. Edit. Nac, 1938.

TEIXEIRA D. M. Notas sobre a saracura três-potes, Aramides cajanea (Müller, 1776): a ocorrência do nlnho•criadeira. Bo/etim do Museu Paraense EmÍlio GoeLdi, Nova Série, Zoologia, 110: 1-24.

VOGEL, M.AC. e VERÍSSIMO, S.G. Sobre a natureza eo possível significado das "amêndoas" encoritradas no Sambaqui de Camboinhas, Itaipu, Niterói, Rio de Janeiro. In Atas do IV Simpósio do Quaternário no Brasil, 443-452, 1982.

WALKER, E.P. et alii. Mammals ofthe wor/d. vol. I e ll. Baltimore, John Hopkins Press, 1978.

WING, E.S. Use of dog for food: an adaptation to the coastal environment. In Prehistorical coastal adaptations, edited by STARK & B. VOORHIES. New York, Academic press, 1978.

WING, E.S. BROWN, AB. Paleonutrition method and theory in prehistoric foodways. New York, Academic Press, 1979.

Downloads

Publicado

1984-12-30

Como Citar

ANDRADE LIMA, Tânia; PINHEIRO DA SILVA, Regina Coeli. Zoo-arqueologia: alguns resultados para a pré-história da Ilha de Santana. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 10–40, 1984. DOI: 10.24885/sab.v2i2.40. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/40. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)