Ritual funerário no sambaqui de Amourins (Guapimirim/RJ)

atividades de preparação do terreno para receber o corpo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v33i1.691

Palavras-chave:

Estratigrafia, Sepultamentos, Cena Fúnebre

Resumo

O artigo sintetiza os resultados da escavação de dois blocos-testemunhos com sepultamentos resgatados do sambaqui de Amourins, sítio datado em cerca de 4000 anos AP. O sedimento disposto abaixo dos ossos humanos foi descrito e analisado, com objetivo de investigar as atividades rituais que antecedem a deposição do morto. Os resultados demonstraram uma sequência estratigráfica intencionalmente construída para formatação da cena fúnebre, indicando que muito provavelmente havia escolha de materiais específicos para as diferentes partes dos corpos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ÁVILA, André. 2018. Da paisagem aos ritos e festins funerários: análise antracológica do sambaqui de Sernambetiba (Recôncavo da Baía de Guanabara, RJ). Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

BELL, Catherine. 1997. Ritual: Perspectives and Dimensions. New York, Oxford University Press. 368pp.

BELTRÃO, Maria. 1978. Pré-História do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 276 pp.

BELTRÃO, Maria; HEREDIA, Osvaldo; RABELLO & Angela; PEREZ, Roneds. 1981/82. Pesquisas arqueológicas no sambaqui de Sernambetiba. Arquivo do Museu de História Natural, Belo Horizonte, VI/VII:145-155.

BERREDO, Ana Luiza. 2018. Ritual funerário no sambaqui de Amourins: atividades de preparação do terreno para receber o corpo. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 187pp.

BIANCHINI, Gina F. 2008. Fogo e Paisagem: evidências de práticas rituais e construção do ambiente a partir da análise antracológica de um sambaqui no litoral sul de Santa Catarina. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 250pp.

BIANCHINI, Gina F. 2015. Por entre corpos e conchas: prática social e arquitetura de um sambaqui. Tese de Doutorado. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 199pp.

CARDOSO, Lilian. 2013. Além das Conchas: Análise Zooarqueológica do Sambaqui de Amourins. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 176pp.

DEBLASIS, Paula; KNEIP, Andreas; SCHEEL-YBERT, Rita; GIANNINI, Paulo & GASPAR, Maria D. 2007. Sambaquis e paisagem: Dinâmica natural e arqueologia regional no litoral do sul do Brasil. Arqueología Sul-Americana, 3:29-61.

ESTANEK, Angélica. 2016. Preparativos funerários no Sernambetiba - Sambaqui vida e morte. Tese de Doutorado. Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 227 pp.

FISH, Suzanne; DEBLASIS, Paulo; GASPAR, Maria Dulce; FISH, Paul. 2000. Eventos incrementais na construção de sambaquis, litoral sul do Estado de Santa Catarina. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, n. 10, p. 69-87.

GASPAR, Maria D.1991. Aspectos da Organização de um grupo de pescadores, coletores e caçadores: região compreendida entre a Ilha Grande e o Delta do Paraíba do Sul, Estado do Rio de Janeiro. Tese de Doutorado. São Paulo. Universidade de São Paulo. 362pp.

GASPAR, Maria D. 2000. Sambaqui: arqueologia do litoral brasileiro. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 92pp.

GASPAR, Maria D.; KLOKLER, Daniela; SCHEEL-YBERT, Rita & BIANCHINI, Gina F. 2013. Sambaqui de Amourins: mesmo sítio, perspectivas diferentes. Arqueologia de um sambaqui 30 anos depois. Revista do Museu de Antropologia de Córdoba, 6: 7-20.

GASPAR, Maria D. & Souza, Sheila M. 2013. Pesquisa de campo em sambaquis: introdução. In: Madu Gaspar, Sheila Mendonça de Souza. (Org.). Abordagens Estratégicas em Sambaquis. 1ed.Erechum: Habilis, 2013, v. 1, p. 15-32.

HEREDIA, Osvaldo & BELTRÃO, Maria. 1980. Mariscadores e pescadores pré-históricos do litoral centro-sul brasileiro. In: SCHMITZ, P. I. Estudos de arqueologia e pré-história brasileira – em memória de Alfredo Teodoro Rusins. Rio de Janeiro, IAP, pp.101-119.

HEREDIA, Osvaldo.; BELTRÃO, Maria; OLIVEIRA, Maria D. & GATTI, Marcelo. 1982. Pesquisas arqueológicas no sambaqui do Amourins. Arquivos do Museu de História Natural, 7:175-188.

KLOKLER, Daniela. 2008. Food for Body and Soul: Mortuary Ritual in Shell Mounds (Laguna – Brazil). Tese de Doutorado. Arizona, College the University of Arizona. 369pp.

KLOKLER, Daniela. 2012. Consumo ritual, consumo no ritual: festins funerários e sambaquis. Revista Habitus, Goiânia, PUC Goiás, v. 10, n. 1: 83-104.

KLOKLER, Daniela. 2016. Animal para toda obra: fauna ritual em sambaquis. Revista Habitus, Goiânia, 14(1):21-34.

KLOKLER, Daniela. 2016. Otólitos, para que te quero? Revista Habitus, Goiânia, v. 14, n.1, p. 21-34, jan./jun.

KLOKLER, Daniela & GASPAR, Maria D. 2013. Há uma estrutura funerária em meu sambaqui..., Esse sambaqui é uma estrutura funerária! In: GASPAR M. D.; SOUZA. S. M. (Org.). Abordagens estratégicas em sambaquis. Erechim/RS, Habilis. pp.109-125.

KNEIP, Lina & MACHADO, Lilia. 1993. Os ritos funerários das populações pré-históricas de Saquarema, RJ: sambaquis da Beirada, Moa e Pontinha. Documento de Trabalho, Série Arqueologia, Rio de Janeiro,1:1-76.

MACHADO, Lilia. 1995. Tendências à continuidade e mudanças em Ritos Funerários. In: BELTRÃO, M. C. Arqueologia do Estado do Rio de Janeiro. Niterói: Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, pp.111-118.

MAGALHÃES, Artur; BERREDO, Ana Luiza; e GASPAR, Madu. 2018. De volta ao passado: a aplicação da fotogrametria para registro arqueológico 3D. Revista de Arqueologia da SAB. Volume 31. Pp. 185-207.

MELLO, Elisa & SOUZA, Alfredo. 1977. O Sambaqui de Saracuruna. Nheengatu, Instituto Superior de Cultura Brasileira, Rio de Janeiro, 7(1). Pp. 43-58.

MENDONÇA DE SOUZA, Sheila; MENDONÇA DE SOUZA, Alfredo. 1983. Tentativa de interpretação paleoecológica do sambaqui do rio das Pedrinhas-Magé-RJ. Instituto Superior de Cultura Brasileira, Rio de Janeiro.

PAZ, Roneds A. 1999. Arqueologia da Baía de Guanabara: estudo dos sambaquis do município de Guapimirim. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 220 pp.

PEARSON, Michael. 2002. Archaeology of Death and Burial. Texas, M University Press, 250 pp.

PLENS, Cláudia, 2007. Sítio Moraes, uma biografia não autorizada: análise do processo de formação de um sambaqui fluvial. 2007. Tese de doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo.

QUEIROZ, Christina. 2017. Bororo na tela. Revista Pesquisa FAPESP. Série Humanidades, São Paulo, 255:80-85.

RAMOS, Renato R.C.; GARCINDO, Lucas B. & BIANCHINI, Gina F. 2013. Sambaquis: análise e registro estratigráfico através do uso de fotomosaicos. In: GASPAR M. D.; SOUZA. S. M. (Org.), Abordagens Estratégicas em Sambaquis. Erechim, Habilis. pp.75- 87.

RAUTH, José W. 1969a. Nota prévia sobre as escavações do Rio São João. Publicações avulsas do Museu Paraense Emilio Goeldi, 10, 75-94.

SILVA, Sérgio. 2005. Arqueologia das práticas mortuárias em sítios pré-históricos do litoral do Estado de São Paulo. Tese de doutorado. Universidade de São Paulo, São Paulo.

SOUZA, Sheila M. 2003. Arqueologia de funerais: quando os mortos esclarecem os (arqueólogos) vivos. In: Congresso Da Sociedade De Arqueologia, vol. 12, 2003, São Paulo. Anais...São Paulo: Sociedade de Arqueologia Brasileira.

SOUZA, Sheila M.; LIRYO, Andersen; BIANCHINI, Gina F. & GASPAR, M.D. 2012. Sambaqui do Amourins: Mortos para mounds? Revista de Arqueologia da SAB. 25(2): 84-103.

SOUZA, Sheila M.; WESOLOWSKI, Verônica; LESSA, Andrea; RODRIGUES-CARVALHO, Claudia, 2013. Identificar e Escavar Lugares de Deposição de Mortos. In: GASPAR, M.D.; MENDONÇA DE SOUZA, S.M. Abordagens Estratégicas em Sambaquis. Erechim/RS. Habilis,1ª edição. v. 1, p. 127-154.

SOUZA, Sheila M. & RODRIGUES-CARVALHO, Claudia. 2013. Ossos no chão: para uma abordagem dos remanescentes humanos em campo. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, Seção: Ciências Humanas, 8(3): 551-566.

SOUZA-PINTO, Natacha R. 2018. Cultura e Ritual no Sambaqui Amourins: uma história através de macrovestígios vegetais. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

VILLAGRÁN, Ximena S. 2010. Geoarqueologia de um Sambaqui Monumental – estratigrafias que falam. São Paulo, Annablume, Fapesp, 213pp.

Downloads

Publicado

2020-04-25

Como Citar

BERREDO, A. L.; GASPAR, M. D.; RAMOS, R. R. C.; BIANCHINI, G. F. Ritual funerário no sambaqui de Amourins (Guapimirim/RJ): atividades de preparação do terreno para receber o corpo. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 33, n. 1, p. 78–97, 2020. DOI: 10.24885/sab.v33i1.691. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/691. Acesso em: 19 ago. 2022.