Distribuição das marcas de uso e especificidades funcionais para a cerâmica Guarani pré-colonial

Autores

  • Mariana Araújo Neumann Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v24i1.314

Palavras-chave:

cerâmica Guarani, morfologia, funcionalidade

Resumo

Este artigo propõe um modelo de distribuição das marcas de uso na cerâmica Guarani pré-colonial, considerando a importância das especificidades funcionais na definição das categorias funcionais. Tal modelo foi desenvolvido a partir do estudo de 45 vasilhas oriundas do Vale do Rio da Várzea e do Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Conjugando a metodologia de análise de “use-alteration” com a observação das características morfológicas de cada categoria funcional, pudemos somar informações ao estudo da variabilidade morfofuncional dos conjuntos cerâmicos Guarani, percebendo funções específicas cumpridas por determinadas vasilhas e suas formas de uso em maior detalhe. Além disto, demonstramos como um modelo deste tipo é fundamental para o estudo da relação entre forma e função em coleções compostas apenas por fragmentos de vasilhas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSIS, V. S. 2006 Dádiva, Mercadoria e Pessoa: As trocas na constituição do mundo Mbyá- guarani. Tese de doutorado. Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

BROCHADO, J. 1991 What did the Tupinambá cook in their vessels? An humble contribution to ethnographic analogy. Revista de Arqueologia, São Paulo, 6:40-88.

BROCHADO, J.; MONTICELLI. G. & NEUMANN, E. 1990 Analogia etnográfica na reconstrução gráfica das vasilhas Guarani arqueológicas. Veritas, 35 (140):727-743.

BROCHADO, J & MONTICELLI, G. 1994 Regras práticas na reconstrução gráfica da cerâmica Guarani por comparação com vasilhas inteiras. Estudos Ibero-Americanos, 20 (2):107-118.

FIDRYSZEWSKI, T. 2007 Alterações de uso em Cerâmica Guarani. Uma análise utilitária de 21 vasilhas do Alto Uruguai. Monografia. Porto Alegre, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

JACOBUS, A. L. 1994 Vasilhas Cerâmicas Guarani Arqueológicas em Estruturas Funerárias. Monografia. Porto Alegre, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

LA SALVIA, F. & BROCHADO, J.P. 1989 Cerâmica Guarani. Porto Alegre, Posenato Arte e Cultura.

LANDA, B. A 1995 Mulher Guarani: Atividades e Cultura Material. Dissertação de mestrado. Porto Alegre, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

LANDA, B. S. & NOELLI, F. S. 1997 As receitas culinárias Guarani como base para análise da dieta do grupo. Histórica. Revista de Pós-Graduação em História na PUC/RS, Porto Alegre, v. 2:163-172.

MARTINEZ-CROVETO R. 1968 La alimentación entre los indios Guaraníes de Misiones (Republica Argentina). Etnobiologica, nº 4:1-24.

MILLER, Eurico Th. 1967 Pesquisas Arqueológicas efetuadas no nordeste do Rio Grande do Sul. PRONAPA – resultados preliminares do primeiro ano 1965-1966. Publicações Avulsas do Museu Paraense Emílio Goeldi. Belém, n.6:15-39.

MILLER, Eurico Th. 1969 Pesquisas Arqueológicas efetuadas no noroeste do Rio Grande do Sul (Alto Uruguai).

PRONAPA – resultados preliminares do segundo ano 1966-1967. Publicações Avulsas do Museu Paraense Emílio Goeldi. Belém, n.10:33-55.

MONTOYA, A.R. 1985 [1892] Conquista Espiritual Feita Pelos Religiosos Da Companhia De Jesus Nas Províncias Do Paraguai, Paraná, Uruguai E Tape. 1º Edição brasileira. Porto Alegre, Martins Livreiro Editor.

NEUMANN, M. 2006 A Forma e a Função. Uma investigação acerca da variabilidade na cerâmica Guarani pré-colonial. Comunicação apresentada no V Encontro do Núcleo Regional Sul da Sociedade de Arqueologia Brasileira. Rio Grande.

NEUMANN, M. A. 2007 Outra Vasilha para uma Nova Fervura. Contribuições para o Estudo Funcional da Cerâmica Guarani. Comunicação apresentada na IV Reunión Internacional de Teoría Arqueológica en América del Sur/Inter-Congreso del WAC. Catamarca .

NEUMANN, M. A. 2008 Ñande Rekó: diferentes jeitos de ser Guarani. Dissertação de mestrado. Porto Alegre, Unoversidade Federal do Rio Grande do Sul.

NEUMANN, M. A. 2009 Questões metodológicas para a análise das marcas de uso na cerâmica Guarani arqueológica. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, suplemento 8:225-230.

NEUMANN, M. & DIAS, A. 2005 A Cerâmica Guarani Pré-Colonial do Vale do Caí (Rs): Aspectos de Estilo Tecnológico e Função. Comunicação apresentada no XIII Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira, Campo Grande.

NOELLI, F. S. 1993 Sem Tekohá não há Tekó (em busca de um modelo etnoarqueológico da aldeia e da subsistência Guarani e sua aplicação a uma área de domínio no delta do Rio Jacuí - RS). Dissertação de Mestrado. Porto Alegre, Pontifícia universidade Católica do Rio Grande do Sul.

RICE, P. 1987 Pottery Analysis: a source book. Chicago, University of Chicago Press.

SILVA, F. 2000 As Tecnologias e Seus Significados: Um Estudo da Cerâmica dos Assuriní do Xingu e da Cestaria dos Kayapó-Xikrin Sob Uma Perspectiva Etnoarqueológica. Tese de doutoramento. São Paulo, Universidade de São Paulo.

SKIBO. J. 1992 Pottery Function. Nova York, Plenum Press.

TEMPASS, M. 2005 Orerembiú: a relação das práticas alimentares e seus significados com a identidade étnica e a cosmologia Mbyá-Guarani. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. van VELTHEM, L.H. 2003O Belo é a Fera. A estética da produção e da predação entre os Wayana. Lisboa, Museu Nacional de Etnologia/ Assírio e Alvim

Downloads

Publicado

2011-06-30

Como Citar

ARAÚJO NEUMANN, M. Distribuição das marcas de uso e especificidades funcionais para a cerâmica Guarani pré-colonial. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 24, n. 1, 2011. DOI: 10.24885/sab.v24i1.314. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/314. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo