A ocupação humana em dois sítios do Holoceno Médio, em área de terra firme na floresta equatorial do Estado do Amapá, a partir da análise das peças líticas

Autores

  • Kleber Oliveira Souza

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v29i1.442

Palavras-chave:

Ocupação antiga, Tecnologia, Indústrias Líticas

Resumo

A realização de levantamentos arqueológicos no interior do Estado do Amapá revelou uma região com grande potencial para a ocorrência de sítios arqueológicos. A proposta é discutir a ocupação de dois sítios arqueológicos com ênfase para a construção das cadeias operatórias dos artefatos líticos. Serão discutidos, as ocupações com profundidade temporal relacionada ao Holoceno Médio, realizados na Guiana Oriental, com base nos dados disponíveis sobre os sítios: material encontrado, a tecnologia lítica empregada e as datações. A partir deste cenário, segue a área da pesquisa e os sítios escolhidos como objeto de estudo. Em síntese, o estudo mostrou uma indústria lítica decorrente de uma economia generalista, distinguida pela variedade de estratégias de exploração dos recursos naturais através da produção e uso de ferramentas simples como bigornas usadas para triturar, ferramentas para bater e esmagar, além de instrumentos diversos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-30

Como Citar

SOUZA, K. O. A ocupação humana em dois sítios do Holoceno Médio, em área de terra firme na floresta equatorial do Estado do Amapá, a partir da análise das peças líticas. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 29, n. 1, p. 38–54, 2016. DOI: 10.24885/sab.v29i1.442. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/442. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo