Formas de enterramento e ritos funerários entre as populações pré-históricas

Autores

  • Ítala lrene Basile Becker UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v8i1.464

Palavras-chave:

Enterramentos, ritual funerário, Rio Grande do Sul

Resumo

Formas de entenamento e ritos funerários entre as populações pré-históricas do Rio Grande do Sul, objetiva mostrar esses aspectos partindo das idéias de religião e/ou crença entre populações. Baseados na Arqueologia e Etno-História, mostramos que esses aspectos são bem distintos entre os Kaingáng, Charrua Minuano e Guarani. As diferenças partem do próprio conceito de morte, que fosse ela causada por fenômenos naturais, guenas inter-tribais, guerras resultantes do contato com o colonizador, epidemias e outros percalços sofridos pela fricção constante, dos séculos XVI ao XIX e/ou XX. Um maior peso diferencial recai sobre o luto e seus ritos em decorrência do status dos indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BASILE BECKER, Ítala Irene. O Índio Kaingáng no Rio Grande do Sul. Pesquisas, Antropologia nº 29. São Leopoldo, Instituto Anchietano de Pesquisas/UNISINOS, 1976

_______. El Índio y la Colonización - Charruas y Minuanos. Pesquisas, Antropologia nº 37. São Leopoldo, Instituto Anchietano de Pesquisas/UNISINOS, 1984.

_______. Lideranças indígenas no cormeço das Reduções Jesuíticas da Província do Paraguay. Pesquisas, Antropologia nº 47. São Leopoldo, Instituto Anchietano de Pesquisas/UNISINOS, 1992.

SCHMITZ, Pedro Ignacio & BASILE BECKER, Ítala Irene e outros. Arqueologia do Rio Grande do Sul, Brasil. Documentos 05. São Leopoldo, Instituto Anchietano de Pesquisas/UNISINOS, 1991.

SCHMITZ, Pedro Ignacio e outros. Arqueologia do Rio Grande do Sul, Brasil. Documentos 04. São Leopoldo, Instituto Anchietano de Pesquisas, 1990.

Downloads

Publicado

1994-06-30

Como Citar

BASILE BECKER, Ítala lrene . Formas de enterramento e ritos funerários entre as populações pré-históricas. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 8, n. 1, p. 61–74, 1994. DOI: 10.24885/sab.v8i1.464. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/464. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigo