Misoginia e homofobia como elementos de sociabilidade na prática arqueológica

Autores

  • Frederic M. C. Pouget Universidade Estadual de Campinas
  • Aline Vieira de Carvalho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v20i2.546

Palavras-chave:

Etnografia da Arqueologia, Estudos de Gênero, Epistemologia

Resumo

O presente artigo tem como objetivo traçar algumas considerações sobre a importância da etnografia arqueológica, da antropologia da ciência e dos estudos de gênero para compor uma prática de construção do conhecimento arqueológico mais pluralizada. Consideramos o conhecimento arqueológico como resultado não apenas do campo teórico e metodológico da disciplina, mas, também, das práticas e cotidianos dos campos arqueológicos que envolvem uma pluralidade de atores sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-30

Como Citar

POUGET, F. M. C. .; VIEIRA DE CARVALHO, A. . Misoginia e homofobia como elementos de sociabilidade na prática arqueológica. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 30, n. 2, p. 106–114, 2017. DOI: 10.24885/sab.v20i2.546. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/546. Acesso em: 16 ago. 2022.