Questões queer para analisar os registros rupestres com cenas que sugerem práticas sexuais na Serra da Capivara

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v32i1.588

Palavras-chave:

Arqueologia Queer, Registros Rupestres, Sexualidade

Resumo

O texto apresenta análises de alguns registros rupestres encontrados nos sítios arqueológicos do Parque Nacional Serra da Capivara, que sugerem cenas de representação de diversas práticas sexuais. As cenas incluem o que, em uma leitura tradicional, é ou poderia ser lido como sexo entre pessoas do mesmo sexo, sexo entre pessoas de sexos distintos, sexo grupal e sexo entre pessoas de diferentes estaturas (ou idades). A partir dessas imagens, em diálogo com os estudos queer e da arqueologia queer, o texto problematiza e estranha essas leituras tradicionais, presentes em determinadas investigações mais conhecidas da arqueologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BANDEIRA, Lourdes. 2008. A contribuição da crítica feminista à ciência. Estudos Feministas, Florianópolis, 16(1): 288, janeiro-abril.

BUTLER, Judith. 2001. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do “sexo”. In: LOURO, Guacira Lopes. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, p.151-172.

BUTLER, Judith. 2003. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

CASTRO, Sádia. 2011. Gonçalves de. O elogio do cotidiano: educação ambiental e a pedagogia silenciosa da caatinga no sertão piauiense. Fortaleza: Edições UFC.

COLLING, Leandro. 2017. Impactos e tretas dos estudos queer. In: FERRARI, Anderson; CASTRO, Roney Polato de. (org.). Diversidades sexuais e de gêneros: desafios e potencialidades de um campo de pesquisa e conhecimento. Campinas: Pontes Editores, p. 33-50.

COLLING, Leandro. 2015. Que os outros sejam o normal: tensões entre movimento LGBT e ativismo queer. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia.

FLICK, Uwe. 2009. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed.

FOUCAULT, Michel. 1988. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal.

FUMDHAM. Fundação Museu do Homem Americano. 2018. Disponível em: <http://www.fumdham.org.br/o-parque>. Acesso em: 13 Fev.

GAMSON, Joshua. 2006. As sexualidades, a teoria queer e a pesquisa qualitativa. In: DEZIN, Norman K.; LINCOLN, Yvonna S. (Orgs.). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed.

GIL, Antonio Carlos. 2009. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas.

GOMES FILHO, Antoniel dos Santos. 2017. Corpo, sexo, gênero e biopolítica. In: MELO, M. A. S.; GOMES FILHO, A. S. QUEIROZ, Z. F. (Orgs.). Epistemologias em confronto no Direito: reinvenções, ressignificações e representações a partir da interdisciplinaridade. Curitiba: EDITORA CRV.

GONTIJO, Fabiano de S.; SCHAAN, Denise P. 2017. Sexualidade e teoria queer: apontamentos para a arqueologia e antropologia brasileira. In: Revista de Arqueologia – Especial: Crítica Feminista e Arqueologia. n. 20. v. 2.

GUIDON, Niède. Arqueologia da região do Parque Nacional Serra da Capivara - Sudeste do Piauí. 2003. In: Com ciência – Revista Eletrônica de Jornalismo Científico, 2003. Disponível em: < http://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/arqueologia/arq10.shtml>. Acesso em: 20 dez. 2017.

GUIDON, Niède. Prefácio. 2013. In: PESSIS, Anne-Marie. Imagens da pré-história. Os biomas e as sociedades humanas no Parque Nacional Serra da Capivara. Volume 1. 2ª edição. São Paulo: FUMDHAM, p. 11-13.

ICMBIO. Parque Nacional da Serra da Capivara. 2016. Disponível em: < http://www.icmbio.gov.br/portal/o-que-fazemos/visitacao/unidades-abertas-a-visitacao/199parque-nacional-da-serra-da-capivara.html>. Acesso em: 22 Jan. 2016.

JUSTAMAND, Michel; MARTINELLI, Suely Amâncio; OLIVEIRA, Gabriel Frechiani de; SILVA, Soraia Dias de Brito e. 2017. A arte rupestre em perspectiva histórica: uma história escrita nas rochas. In: Revista de Arqueologia Pública, v.11, n. 1, 2017.

JUSTAMAND, Michel. 2017. Corpos em evidência: cenas corpóreas antropomorfas rupestres em São Raimundo Nonato (PI). In: Revista Cordis – Revista Eletrônica de História Social da Cidade, n. 7, 2011. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/cordis/article/view/10384/7731>. Acesso em: 10 Dez. 2017.

JUSTAMAND, Michel. 2007. O Brasil desconhecido: as pinturas rupestres de São Raimundo Nonato – PI. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

JUSTAMAND, Michel.; FUNARI, Pedro Paulo A. 2017. Representações das genitálias femininas e masculinas nas pinturas rupestres no Parque Nacional Serra da Capivara, PI, Brasil. In: Anuário de Arqueologia, n 8, 2016. Disponível em: < http://rephip.unr.edu.ar/handle/2133/6561>. Acesso em: 11 Dez.

JUSTAMAND, Michel.; FUNARI, Pedro Paulo A. 2017. Representações da sexualidade e dos falos: nas cenas rupestres de São Raimundo Nonato-Piauí muito antes de 1500. In: Revista Sodebras, v. 9, n. 99, 2014. Disponível em: < http://www.sodebras.com.br/edicoes/N99.pdf>. Acesso em: 13 Dez.

MARTIN, Gabriela. 1997. Pré-história do Nordeste do Brasil. 2. ed. Recife: Editora Universitária da UFPE.

PESSIS, Anne-Marie; GUIDON, Niède. 2000. Registros rupestre e caracterização das etnias pré-históricas. In: VIDAL, Lux. (Org.). Grafismos indígenas: estudos de antropologia estética. 2. ed. São Paulo: Studio Nobel: FAPESP: Editora da Universidade de São Paulo.

PESSIS, Anne-Marie. 2013. Imagens da pré-história. Os biomas e as sociedades humanas no Parque Nacional Serra da Capivara. Volume 1. 2ª edição. São Paulo: FUMDHAM.

PESSIS, Anne-Marie. 2003. Imagens da pré-história. São Raimundo Nonato: FUMDHAM/Petrobrás.

UNESCO. Parque Nacional Serra da Capivara. 2018. Disponível em: < http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/culture/world-heritage/list-of-world-heritage-in-brazil/serra-da-capivara/#c1348680>. Acesso em: 13 Fev. 2018.

VERGUEIRO, Viviane. 2015. Por inflexões decoloniais de corpos e identidades de gênero inconformes: uma análise autoetnográfica da cisgeneridade como normatividade. Salvador. 244 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal da Bahia. Mestrado em Cultura e Sociedade.

VIEIRA, Amiel Modesto. 2018. Reflexões sobre corpos dissidentes sob o olhar feminista decolonial-queer. In: BARRETO, Fernanda Carvalho Leão (org.) Intersexo: aspectos jurídicos, internacionais, trabalhistas, registrais, médicos, psicológicos, sociais, culturais. São Paulo: Thompson Reuters Brasil, p. 481-492.

WICHERS, Camila A. de Moraes. 2017. Narrativas arqueológicas e museológicas sob rasura: provocações feministas. In: Revista de Arqueologia – Especial: Crítica Feminista e Arqueologia. n. 20. v. 2.

Downloads

Publicado

2019-06-25

Como Citar

COLLING, L.; JUSTAMAND, M.; GOMES FILHO, A. dos S.; OLIVEIRA, G. F. de . Questões queer para analisar os registros rupestres com cenas que sugerem práticas sexuais na Serra da Capivara. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 32, n. 1, p. 24–41, 2019. DOI: 10.24885/sab.v32i1.588. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/588. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo