NAVARRO, Alexandre Guida. As Estearias do Maranhão: a pesquisa acadêmica do Laboratório de Arqueologia da UFMA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v33i2.727

Palavras-chave:

estearia, Pré-História, pesquisa de campo

Resumo

Autor de muitos artigos, capítulos e livros, Alexandre Navarro brinda-nos, agora, com esse volume de introdução a um tema tanto fascinante como pouco difundido: as estearias maranhenses. Esteios são estacas colocadas para sustentar algo, no caso, as habitações sobre a água. Esse tipo de ocupação ocorreu em diferentes épocas e lugares. No Maranhão, deu-se, no século IX d.C., período que coincide com o período de consolidação das três grandes religiões monoteístas no Velho Mundo (Judaísmo, Cristianismo e Islamismo), mas também com declínio Maia na Meso-América e com o colapso do governo centralizado na China; alguns relacionarão tudo isso a mudanças climáticas. Na Amazônia oriental, no atual Maranhão, povos indígenas construíram aldeias com arquitetura complexa, muito bem adaptadas ao médio aquático, em comércio com sociedades distantes, no Caribe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

NAVARRO, Alexandre Guida. As estearias do Maranhão: a pesquisa acadêmica do Laboratório de Arqueologia da UFMA. São Luís: Rla/Edufma, 2018. 100 P. ISBN 9788578627980

Downloads

Publicado

2020-08-31

Como Citar

FUNARI, P. P. A. NAVARRO, Alexandre Guida. As Estearias do Maranhão: a pesquisa acadêmica do Laboratório de Arqueologia da UFMA. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 165–166, 2020. DOI: 10.24885/sab.v33i2.727. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/727. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Resenha