Dois enquadramentos, um mesmo problema

os desafios da relação entre museus, sociedade e patrimônio arqueológico

Autores

  • Camila A. de Moraes Wichers

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v26i2.380

Palavras-chave:

Musealização da Arqueologia, Sociomuseologia, Arqueologias Pós-Processuais

Resumo

O artigo sintetiza as contribuições teóricas e os avanços metodológicos de dois trabalhos acadêmicos que, a partir das óticas disciplinares da Museologia e Arqueologia, defendem a Musealização da Arqueologia como caminho para a aproximação entre patrimônio arqueológico e sociedade. A tese em Museologia “Museus e antropofagia do patrimônio arqueológico: (des) caminhos da prática brasileira”, defendida na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, aborda a relação entre museus e patrimônio arqueológico noBrasil, propondo a integração entre abordagens pós-processuais da Arqueologia com a Sociomuseologia. Por seu turno, a tese em Arqueologia “Patrimônio Arqueológico Paulista: proposições e provocações museológicas”, defendida na Universidade de São Paulo, verticaliza a análise anterior no território paulista, avançando na proposição de conceitos, métodos e estratégias de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

MORAES WICHERS, C. A. de . Dois enquadramentos, um mesmo problema: os desafios da relação entre museus, sociedade e patrimônio arqueológico. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 26, n. 2, p. 16–39, 2014. DOI: 10.24885/sab.v26i2.380. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/380. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Especial