Caracterização das pastas cerâmicas das unidades arqueológicas Itararé-Taquara e Guarani de sítios da Volta do Uvá, Alto Rio Uruguai

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v33i2.708

Palavras-chave:

petrografia cerâmica, Itararé-Taquara, Guarani

Resumo

Neste trabalho analisamos a composição das pastas cerâmicas Guarani e Itararé-Taquara com base em 26 lâminas petrográficas feitas com fragmentos recuperados em sítios arqueológicos da Volta do Uvá, alto rio Uruguai (Santa Catarina). Os principais resultados obtidos permitiram fazer discriminações significativas entre as pastas de ambas as unidades arqueológicas, de acordo com o uso diferenciado de quantidade e tipo das inclusões, proporção da matriz, poros e antiplásticos, bem como o grau em que as pastas foram amassadas. Em termos comparativos, observou-se que as pastas de cada unidade arqueológica apresentam semelhanças entre si e diferenças significativas em relação às amostras da outra unidade arqueológica, evidenciando a existência de diferentes tradições de ceramistas mediatizadas por linhagens de aprendizagem distintas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BACK, João Vinícius Chiesa; QUADROS, Pedro Christman de; COPÉ, Silvia Moehlecke. Arqueologia de fronteiras: evidência de contato entre grupos ceramistas das tradições Guarani e Taquara em Barra do Rio Azul, Rio Grande do Sul. In: CARBONERA, Mirian; MACHADO, Neli Galarce; JUNIOR CARMO, Sady Pereira. Cadernos de Resumos do XI Encontro da Sab/Sul. Videira: Êxito, 2019.

BARTH, Fredrik. Grupos étnicos e suas fronteiras. In: POUTIGNAT, Phillipe; STREIFF-FENART, Jocelyne. Teorias da Etnicidade. Seguido de Grupos Étnicos e suas Fronteiras. 2. edição. São Paulo: UNESP, 2011. p. 187-227.

BOYD, Robert; RICHERSON, Perter J. Culture and the Evolutionary Process. Chicago: University of Chicago Press, 1985.

BECKER, Ítala Irene Basile; SCHMITZ, Pedro Ignácio. Uma cerâmica de tipo Eldoradense: fase Itapiranga. In: Estudos de Pré-história geral e brasileira. São Paulo: IPH/USP, 1970. p. 499-510.

CARBONERA, Mirian. A ocupação pré-colonial do alto Rio Uruguai, SC: contatos culturais na Volta do Uvá. Tese (Doutorado em Arqueologia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

CARBONERA, Mirian; LOPONTE, Daniel; SILVESTRE, Romina. Um contexto Itararé-Taquara no alto rio Uruguai: o sítio Otto Aigner 2. Cuadernos del Instituto Nacional de Antropología y Pensamiento Latinoamericano - Series Especiales, Buenos Aires, n. 2, vol. 4, p.135-153, 2015.

CALDARELLI, Solange; HERBERTS, Ana Lúcia. A contribuição das pesquisas no AHE Quebra-Queixo à problemática dos assentamentos em casas subterrâneas no extremo-oeste catarinense e à arqueologia Kaingang. In: MILDER, Saul Eduardo Seiguer (Org.). Casas subterrâneas: Anais do I Colóquio sobre sítios construídos. Santa Maria: Palotti, 2005. p. 85-128.

CALDARELLI, Solange et al. Arqueologia preventiva na UHE Foz do Chapecó, SC/RS. Relatório Final. Florianópolis: Scientia Consultoria Científica, 2010.

CHMYZ, Igor; PIAZZA, Walter. A bacia do Uruguai e o seu povoamento pré-histórico. Dédalo, v.6, p. 33-48, 1967.

DE MASI, Marco Aurélio Nadal; ARTUSI, Lúcia. Fase Itapiranga: sítios da tradição planáltica. Pesquisas, Antropologia, n. 40, p. 99-121, 1985.

DE MASI, Marco Aurélio Nadal. Relatório Projeto de Salvamento Arqueológico UHE Foz do Chapecó (Reservatório). Florianópolis: [s/n], 2012.

GOULART, Marilandi (Coord.). Levantamento de sítios arqueológicos na Barragem de Itapiranga/SC. Florianópolis, UFSC/ELETROSUL, 1985.

GOULART, Marilandi (Coord.). Introdução. In: Projeto Salvamento Arqueológico do Uruguai, Volume I. Itajaí, UNIVALI, 1997.

HARMON, Marcel J.; VANPOOL, Todd L.; LEONARD, Robert D.; VANPOOL, Christine. S.; SALTER, Laura A. Reconstructing the flow of information across time and space: a phylogenetic analysis of ceramic traditions from Prehispanic western and northern Mexico and the American southwest. In: LIPO, Carl P.; O’BRIEN, Michel J.; COLLARD, Mar; SHENNAN, Stephen J. (Eds.). Mapping our ancestors: Phylogenetic approaches in anthropology and prehistory. New Brunswick: Aldine Transactions, 2006. p. 209-229.

LAVINA, Rodrigo. Relatório final de levantamento arqueológico do canteiro de obras da UHE Foz do Chapecó, Municípios de Águas de Chapecó/SC e Alpestre/RS. Criciúma: UNESC/IPAT, 2004.

LA SALVIA, Fernando; BROCHADO, José P. Cerâmica Guarani. 2. ed. Porto Alegre: Posenato e Cultura, 1989.

LECHTMAN, Heather. Style in technology- Some early thoughts. In: LECHTMAN, Hether; MERRIL, Robert (Eds.). Material Culture: Style, Organization, and Dynamics of Technology. New York: West Publishing, 1977. p. 3-20.

LINO, Jaisson Teixeira. Arqueologia Preventiva da Linha de Transmissão 69 KV PCH Rodeio Bonito – Chapecó I. Relatório de Pesquisa. Içara: Arqueosul, 2009.

LOPONTE, Daniel Marcelo; ACOSTA, Alejandro; CAPPARELLI, Isabel; PÉREZ, Maricel. La arqueología guaraní en el extremo meridional de la cuenca del Plata. In: LOPONTE, Daniel Marcelo; ACOSTA, Alejandro (Eds.). Arqueología Tupiguaraní. Buenos Aires: Instituto Nacional de Antropología y Pensamiento Latinoamericano, 2011. p. 111-154.

MILLER, Eurico T. Pesquisas Arqueológicas efetuadas no Noroeste do Rio Grande do Sul (Alto Uruguai). Publicações Avulsas do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, n.10, p. 33-54, 1969.

MILLER, Eurico T. Pesquisas arqueológicas efetuadas no Planalto Meridional, Rio Grande do Sul (Rios Uruguai, Pelotas e das Antas). Publicações Avulsas do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, n.15, p. 37-70, 1971.

MILLER, Tom. Tecnologia cerâmica dos Caingang Paulista. Arquivos do Museu Paranaense – Nova Série de Etnologia, n. 2, p. 1-51, 1978.

O´BRIEN, Michel; LYMAN, R. Lee. The epistemological nature of archaeological units. Anthropological Theory, n. 2, p. 37-56, 2002.

PÉREZ, Maricel; CAPPARELLI, Isabel; LOPONTE, Daniel; MONTENEGRO, Teresita; RUSSO, Noelia. Estudo petrográfico da tecnologia cerâmica Guarani no extremo sul de sua distribuição. Revista de Arqueologia, n. 22(1), p. 65-82, 2009.

PIAZZA, Walter. Notícia Arqueológica do Vale do Uruguai. Publicações avulsas do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, n.10, p. 55-74, 1969.

PIAZZA, Walter. Dados Complementares à Arqueologia do Vale do Rio Uruguai. Publicações avulsas do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, n.15, p. 71-86, 1971.

PROUS, André. Arqueologia Brasileira. Brasília: Editora da UNB, 1992.

PROUS, André. Estúdios sobre los portadores de la cerâmica tupíguaraní en Brasil: proto-Tupí, proto-Guaraní y otros. In: LOPONTE, Daniel Marcelo; ACOSTA, Alejandro (Eds). Arqueología Tupiguaraní. Buenos Aires: Instituto Nacional de Antropología y Pensamiento Latinoamericano, 2011. p. 23-110.

REEDY, Chandra L. Thin-Section Petrography of Stone and Ceramic Materials. London: Archetype, 2008.

REEDY, Chandra; ANDERSON, Jenefir; REEDY, Terry J. Quantitative Porosity Studies of Archaeological Ceramics by Petrographic Image Analysis. MRS Proceedings, n.1656, p. 337-353, 2017. doi:10.1557/opl.2014.711.

REIS, Maria José. A problemática arqueológica das estruturas subterrâneas no planalto catarinense. Erechim: Habilis, 2007.

RICE, Prudence. Pottery analysis: a sourcebook. Chigaco: Chicago University Press, 1987.

ROGGE, Jairo Henrique; CARBONERA, Mirian. O contato cultural entre populações ceramistas pré-coloniais na região do alto rio Uruguai. In: CARBONERA, Mirian; SCHMITZ, Pedro Ignácio (Orgs.). Antes do Oeste Catarinense: arqueologia dos povos indígenas. Chapecó: Editora Argos, 2011. p. 309-338.

ROHR, João Alfredo. Os sítios arqueológicos do Município de Itapiranga. Pesquisas, Antropologia, São Leopoldo, n. 15, p. 21-60, 1966.

ROHR, João Alfredo. A pesquisa arqueológica no Estado de Santa Catarina. Dédalo, São Paulo, n.17/18, p. 49-65, 1973.

ROHR, João Alfredo. Sítios arqueológicos de Santa Catarina. Anais do Museu de Antropologia da UFSC, Florianópolis, v. 16, n. 17, p. 77-168, 1984.

RYE, Owen. Pottery Technology: principles and reconstruction. Manuals on Archaeology, 4. Washington: Taraxacum, 1981.

SCHMITZ, Pedro Ignácio. Um paradeiro Guarani no Alto Uruguai. Pesquisas, Antropologia, Porto Alegre, n. 1, p.122-142, 1957.

SCHMITZ, Pedro Ignácio. A ocupação indígena do oeste catarinense. In: CARBONERA, Mirian; SCHMITZ, Pedro Ignácio (Org.). Antes do Oeste Catarinense: arqueologia dos povos indígenas. Chapecó: Argos, 2011. p. 73-104.

SCHMITZ, Pedro Ignácio; BEBER, Marcus Vinícius. Em busca dos antepassados dos índios Kaingang. In: CARBONERA, Mirian; SCHMITZ, Pedro Ignácio (Orgs.). Antes do Oeste Catarinense: arqueologia dos povos indígenas. Editora Argos: Chapecó, 2011. p. 243-268.

SILVA, Osvaldo P.; MONTICELLI, Gislene; DOMIKS, Junior. Levantamento do Patrimônio Histórico, Cultural e Arqueológico na Área Diretamente Afetada pela Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó. Relatório de Atividades. Florianópolis: Itaconsult Consultoria e Projetos em Arqueologia Ltda., 1998.

STARK, Miriam T. Current issues in ceramic ethnoarchaeology. Journal of Archaeological Research, vol. 11, n. 3, p. 193-242, 2003.

TEHRANI, Jamshid J.; COLLARD, Mark; SHENNAN, Stephen J. The cophylogeny of populations and cultures: reconstructing the evolution of Iranian tribal craft traditions using trees and jungles. Philosophical Transactions of the Royal Society B: Biological Sciences, vol. 365, n. 1559, p. 3865-3874, 2010.

TEHRANI, Jamie; RIEDE, Felix. Toward an archaeology of pedagogy: learning, teaching and the faithful replication of complex cultural skills. World Archaeology, vol. 40, n. 3, p. 316-331, 2008.

WHITBREAD, Ian K. A proposal for the systematic description of thin sections towards the study of ancient ceramic technology. In: MANIATIS, Y. (Ed.) Archaeometry: Proceedings of the 25th International Symposium. Amsterdam: Elsevier, 1989. p. 127-138.

WHITBREAD, Ian K. Greek Transport Amphorae: A Petrological and Archaeological Study. Fitch Laboratory Occasional Paper 4. British School at Athens, 1995.

Downloads

Publicado

2020-08-31

Como Citar

CARBONERA, M.; LOPONTE, D. Caracterização das pastas cerâmicas das unidades arqueológicas Itararé-Taquara e Guarani de sítios da Volta do Uvá, Alto Rio Uruguai. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 02–20, 2020. DOI: 10.24885/sab.v33i2.708. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/708. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo