Água fria é no pote do Cariri Cearense

Autores

  • Luiz Antonio Pacheco de Queiroz

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v29i2.16

Palavras-chave:

Etnoarqueologia, Agência, Tecnologia Cerâmica

Resumo

Este estudo envolveu a análise dos significados do uso e fabricação de potes cerâmicos para armazenar e esfriar água no Cariri cearense em uma perspectiva etnoarqueológica. As questões discutidas são relativas ao problema do contraste
entre o saber fazer e a pressão do mercado de consumo regional, que influenciou a prática de aplicação de ranhuras naqueles recipientes nos últimos trinta e cinco anos, observada principalmente em Passagem de Pedra, localidade do município de Missão Velha, no sul do Ceará.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

QUEIROZ, L. A. P. de. Água fria é no pote do Cariri Cearense. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 29, n. 2, p. 160–162, 2016. DOI: 10.24885/sab.v29i2.16. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/16. Acesso em: 19 ago. 2022.