História(s) indígena(s) e a prática arqueológica colaborativa

Autores

  • Juliana Salles Machado

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v26i1.369

Palavras-chave:

Xokleng, território, memória, arqueologia colaborativa, arqueologia indígena

Resumo

O presente artigo aborda questões teórico-metodológicas da prática arqueológica colaborativa em comunidades indígenas. Abordaremos questões relacionados a como e porquê realizar pesquisas envolvendo populações tradicionais. A fim de encaminhar tal reflexão, apresento uma pesquisa colaborativa entre os Xokleng de Santa Catarina. A co-existência de trajetórias históricas particulares em seu território e o conhecimento deste palimpsesto de ocupações e reocupações é o cerne desta pesquisa. Através de uma prática científca colaborativa, tem-se priorizado a construção de discursos multivocais, permitindo assim a formação e a incorporação de distintas noções de tempo, espaço, história e memória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

MACHADO, J. S. . História(s) indígena(s) e a prática arqueológica colaborativa. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 26, n. 1, p. 72–85, 2013. DOI: 10.24885/sab.v26i1.369. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/369. Acesso em: 19 ago. 2022.