CARBONERA, M.; SCHMITZ, P. I. (orgs.). 2011. Antes do Oeste Catarinense: arqueologia dos povos indígenas. Chapecó (SC), ARGOS

Autores

  • Lucas Bond Reis PPGH/UFSC

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v25i2.360

Palavras-chave:

Resenha

Resumo

Durante muito tempo, arqueologia em Santa Catarina foi sinônimo de pesquisars ambaquis. Por diversos fatores (monumentalidade, variabilidade, quantidade, localização, etc.), os concheiros foram o principal objeto de pesquisa no território catarinense entre o final do século XIX e meados do XX. Antes do Oeste Catarinense mostra que no interior do estado existe uma diversidade de contextos arqueológicos, os quais remetem a ocupações de diferentes grupos culturais ao longo do tempo, que ainda precisam ser mais bem compreendidos. A obra apresenta uma espécie de estado da arte do que se sabe até então acerca da história das populações indígenas, que vivem e/ou viveram na região preteritamente, visando popularizar o conhecimento produzido em arqueologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

BOND REIS, L. CARBONERA, M.; SCHMITZ, P. I. (orgs.). 2011. Antes do Oeste Catarinense: arqueologia dos povos indígenas. Chapecó (SC), ARGOS. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 25, n. 2, p. 146–151, 2012. DOI: 10.24885/sab.v25i2.360. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/360. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Resenha