As últimas indústrias líticas do Vale do Peruaçu (MG - Brasil)

Autores

  • André Prous Universidade Federal de Minas Gerais
  • Emílio Fogaça Universidade Federal de Minas Gerais
  • Márcio Alonso Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v8i2.651

Resumo

Após um período de utilização limita dos abrigos, indústrias líticas características no holoceno superior, o período pré-histórico final se caracteriza pela adoção da cerâmica e a volta da fabricação intensiva de instrumentos líticos. A indústria lascada é formada quase exclusivamente por instrumentos feitos sobre grandes lascas espessas e corticais. São particularmente típicos pré-formas de machado lascadas em sílex, (enquanto as peças polidas são de rochas básicas) raspadeiras com retoque lateral sobre lascas largas, peças plano-convexas e fragmentos "reaproveitados". Discute-se as técnicas de debitagem e a representatividade das amostras coletadas em supefícies.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

PROUS, A. Fouilles de 1'Abri du Boqueie, Minas Gerais, Brésil. de Ia Société (les Américanistes, tome LXXVII. 1991.

PROUS, JUNQUEIRA, P. & MALTA, 1. Arqueologia do Alto-Médio Francisco, região de Januária e Montalvânia. Revista de Arqueologia, 2 ( l). Belém: Museu Paraense Emilio Goeldi. 1984.

SCHMITZ, P.l.•, BARBOSA, A.s.; wÜST1, 1.; SCHORR, M.H.A. & MOEHLECKE, S. Arqueologia em Goiás em 1976 - Projeto Paranaíba. Estudos Goianienses, Revista da Universidade Católica de Goiás, ano IV, n. 5. Goiânia: UCG. 1977.

SCHMITZ, P.l. & BARBOSA, A.S. Horticultores Pré-históricos do de Goiás. Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisa - UNISINOS. 1985.

Downloads

Publicado

1994-12-30

Como Citar

PROUS , A. .; FOGAÇA, E.; ALONSO, M. . As últimas indústrias líticas do Vale do Peruaçu (MG - Brasil). Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 49–64, 1994. DOI: 10.24885/sab.v8i2.651. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/651. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigo