Sambaqui Arapuan

Novas intervenções para reacender esse espaço

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v34i2.779

Palavras-chave:

Sambaqui Arapuan, ações de reintervenção, retomada dos estudos

Resumo

Este estudo foi iniciado a partir da análise do material arqueológico coletado no sítio sambaqui Arapuan, localizado no município de Guapimirim, litoral do Rio de Janeiro, e que estava sob a guarda do Museu Nacional/UFRJ. O sítio Arapuan é um espaço funerário com uma elevada quantidade de sepultamentos, em relação aos demais sítios da região. Ao confrontar as informações dos relatórios de campo, que registraram as variadas ações a partir da década de 1970; os registros dos sepultamentos, com dados do material esquelético humano e do material lítico; adornos e fragmentos de cerâmica; e as informações das coleções das reservas técnicas do Setor de Antropologia Biológica e do Setor de Arqueologia do Museu Nacional, observamos a ausência de grande parte do material coletado (ossos e elementos da cultura material), um elevado grau de fragmentação dos ossos e falta de identificação no material, impedindo a sua localização nos relatórios. Assim, este estudo tem como objetivo criar subsídios para propor uma série de novas ações no sítio, face ao seu expressivo potencial informativo a respeito da cultura sambaquieira no litoral do Rio de Janeiro, completando uma série de estudos mais consistentes em outros sítios dessa região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BELTRÃO, Maria da Conceição M.C.; HEREDIA, Osvaldo R.; NEME, Salete Maria N. Coletores de moluscos litorâneos e sua adaptação ambiental: o sambaqui de Sernambetiba. Arquivos do Museu de História Natural, v. 3, p. 97-115. 1978.

BELTRÃO, Maria da Conceição M.C.; HEREDIA, Osvaldo R.; RABELO A.M.C.; PEREZ,

Rhoneds A.R. Pesquisas Arqueológicas no Sambaqui de Sernambetiba. Arquivos do Museu de História Natural, v. 7, p. 145-156. 1982.

BEZERRA, Francisco Otávio S. Relatório no 1 – Atividades em Magé. Centro Brasileiro de Arqueologia. 1974/1979.

BEZERRA, Francisco Otávio S. Microfilmagem e documentação - Preservar ou destruir? Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Arqueologia. 1987.

BEZERRA, Francisco Otávio S. Sambaqui Arapuan, Guapimirim, RJ: Histórico das Pesquisas. In: Beltrão, Maria da Conceição M.C. (org.). Arqueologia do Estado do Rio de Janeiro. Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 1995. p.119-128.

BEZERRA, Francisco Otávio S.; GOMES, A.F.T.M.; SARAIVA F.L.L. Sambaqui do Arapuan (Magé, Rio de Janeiro). Nota previa apresentada durante a I Jornada Brasileira de Arqueologia, realizada no Museu do Índio, Centro Brasileiro de Arqueologia. 1979.

BEZERRA, Francisco Otávio S.; GOMES, A.F.T.M.; SARAIVA F.L.L. Por entre corpos e conchas: prática social e arquitetura de um sambaqui. Tese de Doutorado em Arqueologia. Departamento de Antropologia, Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 2015.

CARVALHO-RAMOS, Cilcair L.A. Arqueologia funerária no Sambaqui do Moa. Dissertação de Mestrado em Arqueologia, Programa de Pós-Graduação em Arqueologia, Departamento de Antropologia, Museu Nacional, da Universidade Federal do Estado do Rio Janeiro, Rio de Janeiro. 2009.

ESCÓRCIO, Eliana M. Pescadores-Coletores do Litoral do Estado do Rio de Janeiro: Um Olhar sobre Idade e Gênero. Dissertação de Mestrado em Arqueologia, Pós-Graduação em Arqueologia, Departamento de Antropologia, Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2008.

GASPAR, Maria Dulce; BIANCHINI, Gina F.; BERREDO, Ana Luíza; LOPES, Mariana S. A ocupação sambaquieira no entorno da Baía de Guanabara. Revista de Arqueologia, v. 32, n. 2, p. 36–60. 2019. Disponível em: https://revista.sabnet.org/index.php/sab/article/view/695. Acesso em: 15 jan. 2020.

GASPAR, Maria Dulce; HEILBORN, Maria Luiza; ESCÓRCIO, Eliana. A sociedade sambaquieira vista através de sexo e gênero. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, n. 21, p. 17-30. 2011.

GASPAR, Maria Dulce; KLOKLER. Daniela; BIANCHINI, Gina F. Arqueologia estratégica: abordagens para o estudo da totalidade e construção de sítios monticulares. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 8, n. 3, p. 517-533. 2013.

GASPAR, Maria Dulce; KLOKLER. Daniela; SCHEEL-YBERT, Rita; BIANCHINI, Gina F. Sambaqui de Amourins: mesmo sítio, perspectivas diferentes. Arqueologia de um sambaqui 30 anos depois. Revista del Museo de Antropología, v. 6, p. 7-20. 2013.

HEREDIA, Osvaldo R.; BELTRÃO, Maria Conceição M.C. Mariscadores e pescadores pré-históricos do litoral centro-sul brasileiro. Pesquisas, Série Antropologia, v. 31, p. 101-119. 1980.

HEREDIA, Osvaldo R.; BELTRÃO, Maria Conceição M.C.; OLIVEIRA, M.D.G.; GATTI, Marcelo P. Pesquisas arqueológicas no sambaqui do Amourins. Arquivos do Museu de História Natural, v. 7, p. 175-188. 1982.

IZIDRO, Juliane M. O Jazigo Funerário de Içara no Contexto Litorâneo Catarinense. Dissertação de Mestrado em História, Área de História da América Latina, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos Centro de Ciências Humanas, São Leopoldo, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. 2001.

LESSA, Andrea; MEDEIROS, João C. Reflexões preliminares sobre a questão da violência em populações construtoras de sambaquis: análise dos sítios Cabeçuda (SC) e Arapuan (RJ). Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 11, p. 77-93. 2001.

MENDONÇA DE SOUZA, Sheila Maria F.; MENDONÇA DE SOUZA, Alfredo C. Pescadores e recoletores do litoral do Rio de Janeiro. In: Arquivo do Museu de História Natural, v. VI/VII, p. 109-131. 1981/1982.

MENDONÇA DE SOUZA, Sheila Maria F.; LIRYO, Andersen; BIANCHINI, Gina F.; GASPAR, Maria Dulce. Sambaqui do Amourins: Mortos para Mounds? Revista de Arqueologia, v. 25, n. 2, p. 84-103. 2012.

MENDONÇA, Maria Lúcia T.; GODOY, José Marcus. Datação Radiocarbônica de Sítios Arqueológicos do Tipo Sambaqui pela Técnica de Absorção de CO2: Uma Alternativa à Síntese Benzênica. Química Nova, v. 27, n. 2, p. 323-325. 2004. ISSN 0100-4042. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422004000200026.

OKUMURA, Maria Mercedes M. Diversidade Morfológica Craniana, Micro-Evolução e Ocupação Pré-Histórica da Costa Brasileira. Tese de Doutorado em Ciências, Área de Área de Genética e Biologia Evolutiva, Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, São Paulo. 2007.

PAZ, Rhoneds A.P.D. Arqueologia na Baía de Guanabara: Estudo dos Sambaquis do município de Guapimirim. Tese de Doutorado em Arqueologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo. 1999.

PAZ, Rhoneds A.P.D.; BELTRÃO, Maria da Conceição M.C. Os Sambaquis Brasileiros como Estratégia de Ocupação do Litoral. In: Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, v. 171, n. 446, p. 163-194. 2010.

PINTO, Diogo C. Concha sobre concha: construindo sambaquis e a paisagem no Recôncavo da Baía de Guanabara. Dissertação de Mestrado em Arqueologia, Departamento de Antropologia, Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 2009.

RAMALHO, Carolina B. Revisitando a Coleção Osteológica do Sambaqui do Arapuã, sob uma Nova Perspectiva. Monografia do Programa de Especialização em Geologia do Quaternário, Departamento de Geologia e Paleontologia, Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 2013.

TRAVASSOS, Renato Eduardo C.; GAROFALO, Raquel; SILVA, Edson P.; LUZ DE SOUZA, Rosa Cristina. Base de Dados Especialista em Sambaquis do Estado do Rio De Janeiro, Brasil. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA, III Encontro do Quaternário Sulamericano, XIII ABEQUA Congress - The South American Quaternary: Challenges and Perspectives. 2011.

Downloads

Publicado

2021-05-30

Como Citar

DIAS SALLES, A.; CUNHA, L. O.; RODRIGUES-CARVALHO, C. Sambaqui Arapuan: Novas intervenções para reacender esse espaço. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 34, n. 2, p. 136–155, 2021. DOI: 10.24885/sab.v34i2.779. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/779. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigo