Sentidos e afetos em tempos de crise

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24885/sab.v35i1.992

Palavras-chave:

apresentação, pandemia, quarentena, arqueologia

Resumo

Em confinamento nas nossas casas, vivemos agora uma Arqueologia em Quarentena. As limitações desta restrição nos impactam dos mais diversos modos, nos provocam dúvidas práticas e existenciais, restringem ações, mas também oferecem possibilidades. Haverá algo que a arqueologia possa fazer para sairmos desta crise como pessoas melhores, pesquisadories melhores, uma disciplina melhor? Se o vírus nos fez ver a crise, será também capaz de nos fazer ver, construir ou fortalecer alternativas? Haverá de fato alternativas? Até que ponto pensar a arqueologia é relevante nesse contexto?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-15

Como Citar

PELLINI, J. R.; PETRY CABRAL, M. . Sentidos e afetos em tempos de crise. Revista de Arqueologia, [S. l.], v. 35, n. 1, p. 2–5, 2022. DOI: 10.24885/sab.v35i1.992. Disponível em: https://revista.sabnet.org/ojs/index.php/sab/article/view/992. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Apresentação